Ekomposit se associa à ABPM

Ekomposit se associa à ABPM

Localizada em Lages (SC), a Ekomposit tem como carro chefe a produção de madeira engenheirada através da técnica do LVL (laminated veneer lumber), que por sua vez tem como base a madeira de reflorestamento tratada em autoclave. Pioneira no país na produção e comercialização de madeira engenheirada, a empresa está otimista para 2019. “Estamos confiantes de que o ano será bem aquecido, pretendemos atingir a produção de 1000 m³/mês de madeira engenheirada. O associativismo com a ABPM é fundamental para difusão dos conhecimentos a respeito da madeira tratada como recurso natural renovável de ciclo curto e alta durabilidade”, afirma o engenheiro da Ekomposit, Marcelo Risso.

De acordo com o engenheiro, a participação na ABPM tem como objetivo somar conhecimentos e aperfeiçoar técnicas sobre a madeira tratada para atender as normas técnicas e exigências de órgãos regulamentadores. “Através da Associação buscamos expandir a utilização de madeiras preservadas e também fortalecer e consolidar o consumo de recursos renováveis no mercado”, completa.

A Ekomposit, em operação desde 2016 no Brasil, conta com representantes comerciais em diferentes regiões do país (Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Bahia).

A viga produzida em LVL, destinada para o mercado da construção civil, é considerada uma inovação para o mercado nacional de construção com madeira. O produto tem como base compósitos estruturais de madeira laminada que conferem ao produto final características técnicas com alto desempenho. Foi projetada para ser aplicada como uso estrutural: vigas, caibros, terças, pilares, travessas e longarinas empregados em projetos de telhados e de estruturas em geral.

Para saber mais: www.ekomposit.com.br